Quatro coronéis palestraram no XXIII Congresso Brasileiro de Ufologia em Porto Alegre

28/05/2018

O evento iniciou na sexta-feira (25 de maio) às 20h e findou no domingo (27), às 22h. Os membros do G.E.U.C, Giordano M. Andrade e Adonai Zanferrari estavam presentes. 

No sábado à tarde iniciou o Painel Militar, com a palestra de abertura proferida pelo Coronel Ariel Sánchez, da Força Aérea Uruguaia. Sánchez abordou a pesquisa ufológica OFICIAL neste país, que iniciou em 07 de agosto de 1979 com a criação da CRIDOVNI - Comisión Receptora e Investigadora de Denuncias de OVNIs -, que persiste até hoje. O Coronel mostrou a estrutura do CRIDOVNI, os objetivos, a metodologia de investigação, algumas fotos de OVNIs, e as conclusões sobre o fenômeno (confira os slides nos comentários). No final da sua palestra, o Coronel afirmou que a tecnologia de alguns OVNIs investigados pela CRIDOVNI não desafiam as leis da física, contudo, desafiam por completo a atual tecnologia humana de aviação. Como por exemplo objetos que atingiram velocidades superiores a 12.000 km/h e/ou realizarem curvas de 90º sem desacelerar.

2) O segundo militar a palestrar foi o Coronel Júlio Chamorro, da Força Aérea Peruana. Chamorro abordou a importância de haver comissões especializadas na investigação dos OVNIs. Explicou sobre os antigos projetos norte-americanos para investigar o fenômeno, além de dar algumas recomendações sobre como essas comissões de investigações devem atuar.

3) A última palestra do Painel Militar de sábado foi do Coronel Antônio Celente Videira, instrutor da Escola Superior de Guerra e geopolítico. Celente fez uma retrospectiva sobre a ligação do fenômeno UFO e a Força Aérea Brasileira, que iniciou em dezembro de 1954, quando os "discos voadores" foram tema de uma reunião e palestra na ESG/ADESG. Falou sobre o SIOANI - Sistema de Investigação de Objetos Aéreos Não Identificados -, criado pela 4ª Zona Aérea em 1969, além da Operação Prato (1977) e da Noite Oficial dos OVNIs (1986).

4) No domingo à tarde, a penúltima palestra do Congresso e última do Painel Militar foi do Coronel Aviador e Comandante Interino do CINDACTA II, Marcos Kentaro Adachi. Sua palestra foi de extrema importância a todos presentes, pois mostrou de forma clara e objetiva como funciona o Espaço Aéreo Brasileiro e como são realizadas as operações em caso de detecção de OVNI (s). 

Vale ressaltar que outros dois civis responsáveis pelas pesquisas ufológicas OFICIAIS de seus respectivos países palestraram no evento, sendo eles: Andrea Simondini (Argentina) palestrando sobre a CEFORA - Comisión de Estudios Fenómeno OVNI, e o chileno Rodrigo Fuenzalida com o tema: duas décadas de investigações oficiais de UFOs no Chile.